Névoa

“uma testemunha ao jornalista "o motorista percebeu que não poderia ir em frente e virou a traseira do caminhão a carga tombou sobre o menino ele nem se mexeu" guardava o recorte dentro da capa de meu caderno de geografia desanimado retirava do seu esconderijo e relia a frase "ele nem se mexeu" reverberava em minhas costas pressionava de dentro os meus olhos ele morreu pensava ideia revestida da evidência estou vivo algo como uma energia circulara entre meus pés e minha cabeça círculo vicioso de emoção e pensamento resumido mais tarde numa voz interior me dizendo ‘aqui-agora’ a realidade do momento brilhava como a névoa em frente à igreja”

 

CLOVIS WEY é paulista e vive hoje em Recife. Físico pela Universidade de São Paulo, Mestre em Partículas Elementares, foi professor do Departamento de Física Matemática da mesma universidade. Publicou o livro de poesia “Pátina” e os romances “Acidente” e “Tembetá”. O romance “Névoa” recebeu menção honrosa no prêmio Graciliano Ramos, da União Brasileira de Escritores - Academia Brasileira de Letras.

Informações adicionais

  • Autor: Clovis Wey
  • Preço: 37,00
  • Categoria: Romance
  • ISBN: 978-85-5532-019-4
  • Nº de páginas: 92