Autores

ALEX ANDRADE é escritor e arte-educador. Nasceu em 1971, no Rio de Janeiro. Autor de outros três livros: A suspeita da imperfeição, o infantil O pequeno Hamlet e o romance Longe dos olhos.


 

ÂNGELO MONTEIRO nasceu em Penedo, Alagoas, e radicou-se em Recife na década de 70, onde lecionou Estética e Filosofia da Arte na Universidade Federal de Pernambuco, além de ter tido uma longa atuação na imprensa. Com uma das poéticas mais inquietantes e enigmáticas do Brasil contemporâneo, possui uma obra considerável tanto na poesia como no ensaio. Entre seus livros, destacam-se Proclamação do Verde (1969); Didática da Esfinge  (1971); Caçador de Nuvens (1971); O Rapto das Noites ou o Sol como Medida (1983); Tratado da Lavação da Burra ou Introdução à Transcendência Brasileira (1986); Recitação da Espera (1992). Entre os diversos estudos sobre sua obra, encontra-se o livro Revisitação da Estética Barroca na Poesia Religiosa de Ângelo Monteiro (2010), de Ariadne Quintella. Foi recentemente eleito para Academia Pernambucana de Letras.


 

BERNARDO ALMEIDA nasceu em Salvador, em 1981, onde atualmente reside. É escritor, jornalista, artista digital, roteirista, cartunista e compositor. Publicou os livros Achados e Perdidos (2005), Crimes Noturnos (2006), LONA (2011), entre outros. Participou de mais de duas dezenas de antologias e coletâneas no Brasil e Europa. Tem poesias traduzidas e publicadas na França e Croácia.


 

E. M. DE MELO E CASTRO, nascido a 19 de abril de 1932, na Covilhã, foi um dos iniciadores da poesia concreta em Portugal. A sua prática poética tem sido acompanhada por uma teorização sistemática sobre a linguagem e sobre as tecnologias da comunicação. Sua produção bibliográfica, que se estende por mais de cinquenta livros de poemas, prosa e ensaios, tematizou a tecnopoiesis, a cibercultura e a infopoesia e outras linguagens ainda pouco exploradas até então. Além disso, na sua obra cruzam-se múltiplas práticas, que vão da performance corporal e vocal ao poema tridimensional ou em novas mídias. A sua consciência da mediação técnica da era eletrônica refletiu-se num conjunto de obras pioneiras no uso do vídeo e do computador na produção literária.


 

EVERARDO NORÕES nasceu no Crato, Ceará. Além de poeta, com poemas traduzidos para diversas línguas, é cronista e tradutor, tendo organizado antologias de poesia peruana, além das obras de Joaquim Cardozo, do poeta mexicano Carlos Pellicer, do poeta italiano Emilio Coco e de poetas franceses contemporâneos. Autor de uma dezena de livros, entre eles Miguel Torga e o dicionário da terra (2007), Retábulo de Jerônimo Bosch  (2008), W.B. & os dez caminhos da cruz (2012) e O fabricante de histórias (2012), consta em diversas antologias nacionais e internacionais, entre elas, a edição nº10 da Revista Granta, onde o conto "Na varanda, sobre o bulevar", presente neste livro, foi originalmente publicado.


 

FERNANDO ROCHA é paulistano, nascido em 1981, graduado em Letras. Este é o seu primeiro livro de contos.


 

GISELA MARTINS WAETGE nasceu em 1955 na cidade de São Paulo, onde completou o  curso de arquitetura e em 1980 se mudou para Porto Alegre, onde vive até hoje. Participou da XXI Bienal de São Paulo (1991) e das I e V Bienais de Artes Visuais do Mercosul em Porto Alegre (1997 e 2005), entre outras exposições. Possui obras nas coleções da Fundação Vera Chaves Barcellos, no Museu de Artes do Rio Grande do Sul, no Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, Pinacoteca Rubem Berta e Aldo Locatelli de Porto Alegre, entre outras. No final de 2012 fez a exposição "Base 12- Base9" no Museu do Trabalho, em Porto Alegre, onde expôs parte dos desenhos contidos neste livro.


 

HILAN BENSUSAN pesquisa e ensina sobre singularidades, buracos estreitos entre os conceitos, palavras e aturdimento no Departamento de Filosofia da Universidade de Brasília. Publicou, entre outros, Excessos e Exceções (2008), Breviário de Pornografia Esquizotrans (2010) e Heráclito - Exercícios de Anarqueologia (2012), desenvolvendo obras híbridas entre a prosa, a poesia e a filosofia.


 

HILDA SIMÕES LOPES é socióloga, profa. universitária, pesquisadora da área social. Além de livros de sociologia tem publicados cinco livros de poesia e prosa. Ganhou o Prêmio Açorianos de melhor romance publicado no Rio Grande do Sul em 1998 com A Superfície das Águas, e em 2000 foi finalista deste Prêmio na categoria crônicas com o livro Cuba: Casa de Boleros. Vive em Porto Alegre.


 

IZABELA DOMIGUES é Mestre em Comunicação Social pela Universidade Federal de Pernambuco. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Publicidade nas Novas Mídias e Narrativas do Consumo (UFPE/CNPq). Professora de Publicidade e Propaganda na Universidade Católica de Pernambuco e nas Faculdades Integradas Barros Melo, onde coordena o curso de Publicidade e Propaganda e o Grupo de Estudos do Consumo. Publicitária com mais de 20 anos de experiência com marcas nacionais e internacionais, atua como consultora para agências e anunciantes.


 

JANILTO ANDRADE é doutor em Estética e Poética pela UFPE e professor titular de Literatura Brasileira e de História das Artes na UNICAP-PE. É membro da Comissão de Vestibular e Coordenador do Curso de Especialização em Literatura Brasileira da UNICAP-PE. Publicou os livros Da Beleza à Poética (Imago), Literatulogia (Atelier), Por que não Ler Paulo Coelho (Calibán), Erotismo em João Cabral (Calibán), Quando o Verde não é Poético (Bagaço).

 


MÁRCIA MEIRA BASTO é pernambucana, vencedora dos Prêmios Literários Cidade do Recife: Desejos & histórias, 1997, e Amar elos Vermelhos, 2004, ambos de contos. Publicou a novela Marion em 1999. Seu livro mais recente é o ensaio Clarice, clarear – o outro de mim em narrativas de Clarice Lispector, lançado em março de 2008.


 

MÁRCIO-ANDRÉ nasceu em 1978 no Rio de Janeiro e vive, desde 2011, em Santiago de Compostela. Com um trabalho que vai da poesia ao pensamento, passando pelo cinema, pela arte digital e pela performance, publicou livros de poesia e ensaios no Brasil e na Espanha, entre eles Intradoxos (2007) e Ensaios Radioativos (2008). Com textos traduzidos para mais de dez idiomas e presente em inúmeras publicações internacionais, foi poeta convidado de festivais no Reino Unido, França, Espanha, Holanda, Portugal, Ucrânia, Hungria, Macedônia, Argentina, Peru, México, Chile, Israel e em diversas cidades do Brasil. Foi fundador do coletivo, revista e editora Confraria do Vento. Em 2007, realizou uma performance suicida na cidade fantasma de Chernobyl; recebeu, em 2008, a Bolsa Fundação Biblioteca Nacional por seus ensaios sobre os subúrbios cariocas; esteve como poeta residente em Monsanto, Portugal, em 2009 (UC/CES); e deu aula de formação avançada em escrita criativa na Universidade de Coimbra.


 

MARCO POLO GUIMARÃES é jornalista e músico. Escreveu para o Diário da Noite, Diário de Pernambuco, Jornal do Commercio, Jornal da Tarde e revista Continente. Há cinquenta anos escrevendo poesia, publicou livros como Silêncio, Caligrafias e Corpointeiro. Como compositor e cantor, tem canções gravadas por Ney Matogrosso, Elba Ramalho, Teça Calazans, Zezé Motta, entre outros. Atualmente é superintendente de produção editorial da Companhia Editora de Pernambuco, Cepe.


 

MARCOS PASCHE nasceu no Rio de Janeiro, em 1981. Cursa doutorado e leciona literatura brasileira na UFRJ. Publicou, em 2008, o livro de poemas Acostamento. De pedra e de carne é seu primeiro livro de crítica literária. Escreve para o Prosa e Verso (O Globo) e para o Jornal Rascunho.


 

MAYRA MARTINS REDIN nasceu em 1982 em Campinas, SP. Atualmente mora no Rio de Janeiro. É artista e psicóloga, atualmente faz doutorado em Artes na UERJ. Participou de algumas residências artísticas no Brasil e no exterior. Participou de exposições e também trabalha com publicações e ilustrações. Em sua trajetória artística se interessa por questões relacionadas à imagem e a palavra, pensando os limites entre o visível e o invisível, o registro e a memória, a intimidade e a troca.


 

PLÁCIDO VILANOVA, reside em Itamaracá, ilha localizada no litoral norte do Estado de Pernambuco.


 

RONALDO FERRITO (Rio de Janeiro, 1982), poeta e ensaísta, publica com frequência em revistas eletrônicas e antologias no país. Autor d'A Via Excêntrica (Confraria 2010/ Axóuxere 2013, ensaios), livro com o qual ganhou a bolsa para escritores com obras em conclusão da FBN; e coautor do livro Convite a Pensar (Tempo Brasileiro 2014, ensaios). É membro fundador do coletivo artístico e editora Confraria do Vento e editor da Revista Confraria. Fez parte do júri de renomados concursos literários no Brasil, tais como Portugal Telecom e Luiz Vilela.


 

SAMARONE LIMA é jornalista e escritor. Nasceu no Crato, Ceará, e vive no Recife desde 1987. É autor dos livros jornalísticos Zé: José Carlos Novaes da Mata Machado - reportagem biográfica, Clamor - a vitória de uma conspiração brasileira  e Estuário - crônicas do Recife. Foi finalista do prêmio Jabuti com o livro-reportagem Viagem ao crepúsculo, em 2010, e com A praça azul & Tempo de vidro, de poesia, em 2013.


 

SÉRGIO TAVARES nasceu em 1978. É jornalista e escritor, autor de Cavala (Record, 2010), vencedor do Prêmio Sesc Nacional de Literatura. Também foi premiado no Concurso Literário da Fundação Escola do Serviço Público (Fesp/RJ) e tem textos publicados, entre outros, nas revistas Cult, Arte e Letra: Estórias M, e no jornal Cândido. Atualmente mora em Niterói, Rio de Janeiro.


 

THIAGO MATTOS nasceu em Petrópolis, Rio de Janeiro, e estudou cinema e letras na Universidade Federal Fluminense. Atualmente é professor de francês e tradutor, dedicando a maior parte do seu tempo à produção literária. Este é o seu primeiro livro de poemas.


 

WELLINGTON DE MELO é escritor e professor. Publicou O diálogo das coisas (2007), [desvirtual provisório] (2008), O peso do medo - 30 poemas em fúria (2010) e O caçador de mariposas (2013).